quinta-feira, 3 de abril de 2008

A vida é um ciclo

Antes de qualquer coisa, mil desculpas pelo longo período sem postar nada.
Entre as justificativas, falta de tempo e de um computador com internet..
Prometo ser mais presente! Prometo!


Pleno feriado de Páscoa, na verdade, fim de feriado.
Diálogo entre minha mãe e eu no fim da tarde:

E: Mãe, prova essa minha sandália. Vê se cabe no teu pé.

(Ela experimenta e sobram alguns centímetros..)

M: Tá parecendo quando eu era criança e queria usar as sandálias de sua avó..

A vida é um ciclo. É só nisso que penso quando percebo que minha avó foi para minha mãe o que um dia ela foi para mim, e hoje, meus pés é que são maiores que os dela.
Ainda não tive filhos. Dizem que a gente só dá o devido valor a nossas mães depois que somos também. Estou longe, bem longe desse dia. Mas percebo que o cólo que tinha quando criança, principalmente nas noites em claro com crise de asma, é bem de longe parecido com aquele que dou às crianças que tomo conta no berçário da igreja, às vezes.
Tudo bem que nada se compara a ter nos braços quem um dia esteve na barriga. De qualquer forma, vejo no sorriso de um bebê aquele que minha mãe um dia já deu e também recebeu de mim.
É desse sorriso que eu tenho saudades e tento resgatar um pouquinho a cada dia. A inocência da criança que fui. A inocência que você também teve. A inocência que passou por cada um de nós e agora procura seus herdeiros.

A rede em que meu pai me balançava não está mais lá; não tenho mais minha avó para calçar minhas meias antes de ir à escola; minha mãe não prepara mais minha lancheira nem enxuga meu rosto quando choro dizendo que não vou passar numa prova.

Graças a Deus por isso. Graças a Ele porque tive cada uma dessas coisas no tempo certo. Hoje continuo tendo o apoio deles, só que de uma forma diferente. Agora eu aprendi a usar um pouco das minhas asas, mas nunca esqueço o meu ninho.

E amanhã será o dia em que vou cuidar das asas cansadas daqueles que um dia me viram dar o primeiro vôo.

A vida é um ciclo.

4 comentários:

Renata Virgínia disse...

Que texto lindo, Dani!
Parabéns, viu?
Que Deus continue te ensinando a usar tuas próprias asas! :)

Rogeano Sousa disse...

Ô minina véa, gosto de vc escrevendo... Gosto de ler teus textos... Escreva sempre! certo?
Kisses Dani!!!

Anderson Bonifácio disse...

legal Dani
;D
comentando por aqui tmb...
bjo

Nathalia Lima disse...

muito fera o texto :)
um dia eu escrevo que nem tu! o/